Corpo e Mente em Equilíbrio

corpo e mente2

 

Ao contrário da opinião geral e da crença popular a mente não é a mestra absoluta do corpo, como dizem os cientistas cristãos e outros, e o corpo também não é o mestre absoluto da mente, como dizem os modernos treinadores que concentram seus esforços somente no desenvolvimento de músculos do corpo.

Uma mente sã que “habita” um corpo doente (50% de equilíbrio) é como uma casa que tem um bom teto de cobre, mas que foi construída sobre um terreno de areia.

Um corpo são que “abriga” uma mente doente (50% de equilíbrio) é como uma casa com um fundo sólido de pedra, mas com um teto de papel.

Uma mente sã que habita um corpo são  (100% de equilíbrio) é como uma casa construída com teto de cobre sobre uma sólida casa estrutura de pedras.

Finalmente, uma mente doente que “habita” um corpo doente (0% de equilíbrio) é como uma casa construída com teto de papel sobre um terreno de areia.

Essas informações nos mostram que nem a mente e nem o corpo são supremos, ou seja, um não pode ser subordinado ao outro.

Os antigos gregos provavelmente sabiam melhor do que ninguém o verdadeiro significado do equilíbrio entre corpo e a mente. Eles acreditavam que a alma, por si mesma, é intrinsecamente ligada às funções físicas e às manifestações mentais do corpo humano.

Eles entenderam totalmente que, quanto mais próximo o corpo do estado de perfeição física, mais perto a mente estaria da perfeição mental.

O perfeito equilíbrio entre corpo e mente é aquela qualidade do homem civilizado que não apenas lhe dá superioridade em relação ao selvagem ou ao reino animal, mas também lhe fornece todos os poderes físicos e mentais que são indispensáveis para o alcance do objetivo do ser humano – saúde e felicidade.

Um bom condicionamento físico é o primeiro requisito para a felicidade. Essa boa forma física significa a obtenção e a manutenção de um corpo desenvolvido uniformemente com uma mente sadia, totalmente capaz de realizar natural, fácil e satisfatoriamente nossas numerosas e variadas tarefas diárias, com espontaneidade e prazer. Para alcançar as mais altas realizações dentro de nossas capacidades em todos os momentos da vida, precisamos constantemente nos esforçar para adquirir corpos fortes e saudáveis e desenvolver nossas mentes até o limite de nossa habilidade. Este mundo de progresso muito rápido, em que as pessoas estão sempre correndo contra o tempo para atender às demandas da vida, nos força a estarmos sempre bem condicionados e atentos, para que tenhamos sucesso na competitiva corrida sem fim.

É discutível que a correta solução para as nossas doenças atuais possa estar apenas no reconhecimento de que o desenvolvimento normal do corpo e da mente é possível, não colocando o corpo contra a mente ou vice-versa, mas reconhecendo as funções mentais e as limitações físicas, para que a completa coordenação entre eles possa ser conquistada.

Concluímos que ambos precisam ser coordenados para atingir o resultado máximo com gasto mínimo de energia mental e física, e também para que possamos viver o maior tempo possível com uma saúde normal e desfrutando dos benefícios de uma vida proveitosa e feliz.

 Fonte: PILATES, J.A obra completa de Joseph Pilates. 1ª ed. São Paulo: Phorte, 2010.

 

by Karina Chaparro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>